quarta-feira, 26 de agosto de 2009

AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA - ACV

Costumam dizer que é do "berço ao tumulo"
A Avaliação de Ciclo de Vida (ACV) é uma metodologia que permite compilar os fluxos máximos e energéticos de entrada e saída, e avaliar os potenciais impactos ambientais associados a um produto/processo ao longo de todo o seu ciclo de vida (ISO 14040).
O ciclo de vida inclui todos os estados consecutivos e interligados de um produto/processo, desde a extração das matérias-primas ou transformação de recursos materiais, até à deposição final no ambiente (desde o “berço” ao “túmulo”). A aplicação mais significativa da ACV é como instrumento de apoio à tomada de decisões em áreas como: inovação, regulamentação (industrial, ambiental), estratégias e políticas.
Genericamente o objectivo da ACV é determinar as cargas ambientais associadas a um dado bem ou serviço (Produto, ou Processo) identificando e quantificando o uso de matérias primas, consumos energéticos e descargas de resíduos no Ambiente, com o intuito de determinar o seu impacto (incidência, carga) e avaliar e implementar medidas práticas de melhoria ambiental. Estes cálculos são feitos para todo o ciclo de vida do processo ou produto que envolvam:

• extracção de recursos naturais
• processamento de matérias-primas
• produção, transporte e distribuição dos produtos
• uso, reutilização, manutenção
• reciclagem e destino (ou eliminação) final

A operacionalização desta metodologia consiste (ver Figura 1) em quatro fases (componentes):

• Objectivo e Âmbito
• Inventário de Ciclo de Vida (fase LCI)
• Avaliação de Impactos de Ciclo de Vida (fase AICV)
• Interpretação

Nestas condições numa ACV todos os fluxos (materiais, energia, emissões gasosas, líquidas, sólidas, etc।) correspondentes a uma dada unidade funcional que atravessam a fronteira do sistema em estudo são contabilizadas para todo o ciclo de vida do processo/produto (“from craddle-to-grave”)। Deste inventário resulta uma quantidade muito grande de dados numéricos (fase LCI) os quais, para serem manipuláveis e interpretáveis têm de ser agrupados (através de factores de equivalência adequados – fase AICV) em cargas ambientais globais, também designadas por categorias de impacto (aquecimento global, depleção da camada de ozono, eutrofização, depleção de energia, etc।). Os seus valores poderão opcionalmente ser subsequentemente ponderados ou agregados num valor único (Índice ambiental).


Passos mais significativos numa rotina simplificada de cálculo manual de uma ACV.

fonte:F. Antunes Pereira - DAO/UA, Maio 2005

__________________________________________

Conceito ACV: Construção sustentável

image

• Avaliação de produtos e serviços do ponto de vista do meio ambiente com relação a: extração, beneficiamento e uso de matérias-primas; energia e água; emissão de poluentes, geração de resíduos e tratamentos; transporte e distribuição; manutenção, reutilização, reciclagem e disposição final; considerando o planeta como consumidor final.

Eng. Marcos Casad0 – curso Anab 2008

Nenhum comentário:

Postar um comentário